ISO 45001 publicada

Publicada a ISO 45001 – Nova Norma de Saúde e Segurança

Hoje, 12/03/18, foi publicada a Norma ISO 45001:2018 – Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional – Requisitos com guia para uso.

A nova norma, objeto de discussão de representantes de mais de 70 países (o Brasil não participou) durante 5 anos, provê um conjunto de processos para prevenir riscos ocupacionais, reduzir acidentes/lesões/doenças e melhorar a saúde e segurança no trabalho em cadeias de suprimentos globais.

Como parte das iniciativas de publicação da ISO 45001, a ISO dedicou a última edição de sua revista ISOfocus ao tema, e lançou uma campanha nas redes sociais para aumentar a conscientização sobre a norma (campanha #ISO45001 , de 12 a 16 de março).

A norma ISO 45001 substituirá a OHSAS 18001 e similares, normas amplamente adotadas na lacuna de uma norma ISO desde a década de 90. As organizações certificadas na norma OHSAS 18001 terão o prazo de três anos para migrar para a nova norma antes que a OHSAS 18001 seja revogada em março de 2021.

Não há uma definição oficial da ABNT sobre a tradução/adoção desta norma.

Impacto das lesões/doenças e acidentes ocupacionais

Dados referenciados pela ISO, publicados pela OIT sobre 2017 relatam 2,78 milhões de acidentes ocupacionais fatais por ano (7,7 mil mortes por dia, uma morte a cada 15 segundos), além de 374 milhões de lesões/doenças não fatais por ano relacionadas ao trabalho (153 pessoas experimentam uma lesão a cada 15 segundos), cerca de 500 mil lesões a mais do que há 3 anos atrás. A ONU estimou que o custo total direto e indireto destas lesões e mortes foi de cerca de 4% do PIB (cerca de U$ 3 trilhões), e o impacto econômico da falha em investir na saúde e segurança ocupacional é quase igual ao PIB conjunto dos 130 países mais pobres do mundo!!!!

Mudanças da Norma ISO 45001

A nova Norma tem os mesmos elementos comuns das normas de sistemas de gestão da ISO (p.ex. ISO 9001 e ISO 14001), o que facilita a integração de sistemas.

Com relação ao modelo da OHSAS 18001, as principais novidades da Norma são:

-Remodelação do PDCA da norma, em linha com as demais normas de Sistemas de Gestão;

-Abordagem baseada em processos, não mais necessariamente em procedimentos;

-Abordagem de riscos e oportunidades no sistema de gestão como um todo;

-Maior ênfase na liderança e no contexto estratégico da organização, bem como na determinação das necessidades e expectativas das partes interessadas;

-Fortalecimento do processo de participação e consulta dos trabalhadores;

-Fortalecimento dos requisitos de gestão de mudanças;

-Reforço da hierarquia a de controles, estimulando a mais preventiva;

-Maior ênfase na gestão de contratados, terceiros/processos terceirizados e aquisição de bens e serviços;

-Mudança de ênfase do monitoramento e medição para a avaliação de desempenho de SST, incluindo a avaliação da conformidade com os requisitos legais e outros

-Reforço do processo de análise crítica pela Alta Direção e melhoria contínua

Principais benefícios da adoção da ISO 45001

-Redução de riscos ocupacionais;

-Redução de acidentes/doenças de lesões;

-Melhoria do desempenho em SST;

-Melhoria da habilidade em responder a questões de conformidade legal;

-Redução do custo total de incidentes e de prêmios de seguro;

-Contribuição para a melhoria do clima organizacional e moral, bem como para a redução do absenteísmo e da rotatividade;

-Reconhecimento pelo atendimento a um padrão internacional de SST;

-Contribuição para a melhoria da imagem e reputação da organização.

Ações para implementar e obter a certificação pela ISO 45001

– Engajar a Alta Direção e os gestores quanto ao Sistema de Gestão de SST;

– Avaliar os “gaps” no Sistema de Gestão de SST frente à nova norma (o que, para as organizações certificadas pela OHSAS 18001, certamente envolverá os itens novos, como “contexto da organização”, partes interessadas, riscos e oportunidades, liderança, etc.), com profissionais qualificados;

– Elaborar um plano de ação compatível com as suas necessidades;

– Desenvolver/atualizar os necessários processos, levantamentos, documentação, critérios, regras e práticas, conforme o plano de ação, e implementar os novos requisitos e mudanças;

– Treinar e conscientizar a liderança e os colaboradores quanto aos novos requisitos;

– Realizar a auditoria interna considerando a nova norma como critério, com auditores qualificados;

– Realizar a análise crítica pela Alta Direção conforme os novos requisitos;

– Tratar eventuais não conformidades, observações ou oportunidades de melhoria, oriundas do processo de avaliação de desempenho, auditoria e análise crítica;

– Acordar com o órgão certificador o processo de migração para a nova norma (inclusive o momento de realização e a duração/método da auditoria), e realizar as auditorias necessárias.

Michel Epelbaum – Diretor da Ellux Consultoria

Consulte nossos serviços de ConsultoriaTreinamento e Auditoria em Sistemas de Gestão, inclusive nas Normas  ISO 45001 , OHSAS 18001, ISO 14001 e ISO 9001.

Saiba mais sobre este assunto em nossos posts relacionados:

APROVADA A ISO 45001 – SISTEMAS DE GESTÃO DE SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA!!!

PARA ENTENDER POR QUE A ISO 45001 DEMOROU 20 ANOS!

OS PASSOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO/CERTIFICAÇÃO DA ISO 45001 E O FIM DA OHSAS 18001

PARA ENTENDER POR QUE A ISO 45001 DEMOROU 20 ANOS!

DIA MUNDIAL DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

QUEDA DE NÚMERO DE ACIDENTES DO TRABALHO NO BRASIL EM 2015

ACIDENTES RECENTES X PREVENÇÃO

Gostou? Compartilhe este post!

Ellux Consultoria - há mais de 18 anos trazendo soluções em Gestão da Sustentabilidade, Qualidade e Riscos.

Oferecemos auditorias, consultoria, treinamentos e gamificações em Sistemas de Gestão com base nas Normas ISO 14001, ISO 9001, ISO 45001, ISO 26000, NBR 16001, SA 8000, ISO 50001, ISO 31000, ISO 37001, ISO 19600, NBR 19601, DSC 10000, PRÓ ÉTICA, BPM e outros modelos.